energy_efficiency_img1.jpg
PROJETOS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA (PEE)

A implantação de um projeto de eficiência energética começa por ser realizada uma avaliação energética dos sistemas consumidores de energia da unidade que será realizada o trabalho, depois a forma de se aportar capital para implantação do projeto, etapa de contratação, verificação dos resultados e entrega do projeto.

Existem projetos que a MS também assume a operação e manutenção do projeto durante todo o período contratual do projeto.

Um projeto de eficiência energética define ações em determinada operação, visando primordialmente a redução de custos com consumo de insumos energéticos e hídricos, apresentando sugestões de viabilidade técnico-econômica de implantação, incluindo as especificações técnicas, o “project finance”, equipamentos, materiais, serviços e as implantações propriamente ditas, além do gerenciamento do projeto e a gestão dos resultados após o término das intervenções.

Assim, qualquer empresa ou empreendimento pode ser beneficiado com projeto de eficiência energética, através de retrofit de ativos operacionais e instalações, e adequação de procedimentos.

Em resumo, é um conjunto de medidas bem definidas que, quando implantadas, levarão a uma redução, previamente determinada, dos custos de consumo de água e/ou energia de uma empresa ou empreendimento, mantendo-se os níveis de produção e da qualidade do produto final.

O Projeto de EE passo a passo
Usualmente se realiza primeiro o Pré Diagnóstico (PD) que apresentará de forma abrangente as oportunidades e depois se contrata o Diagnóstico Energético (DE) visando o detalhamento das ações mais atrativas e importantes para o cliente.

Estes serviços podem ser contratados de uma só vez ou etapa por etapa (primeiro PD e depois DE). Outra forma de ser realizado estes trabalhos é através de uma Carta de Intenções (ou Autorização de Serviços), onde desenvolve-se o PD e DE para identificação das possibilidades de redução de consumo, estabelecendo-se critérios de viabilidade econômica.

A carta de intenção é feita quando o cliente e a MS pretendem implantar o projeto através de um Contrato de Performance (CP), portanto desde o início a MS que aportará recursos técnicos e financeiros.

Quando o cliente quer licitar ou realizar cotações a cada etapa do trabalho , o caminho correto é a contratação e pagamento pelo cliente de cada ação.

Após a aceitação do diagnóstico energético tem-se o avanço das ações para a etapa de implantação do projeto e a contratação da MS é feita para realizar o serviços pertinentes à implantação. Isto pode ser realizado de forma específica ou abrangente dentro de um sistema “turn key”, ou seja, a MS é responsável por todas as etapas e ações da implantação e somente com todo projeto implantado é que cessará as responsabilidades da mesma. Os serviços da MS podem ser somente técnicos ou também podem abranger a solução financeira, ou seja, a MS pode ajudar o cliente a captação de recursos financeiros para a realização do projeto.

Se for definido por um Contrato de Performance –CP, a MS é responsável por todas as ações técnico e financeiras do projeto.

Definido tudo isto, se inicia os serviços do contrato e desenvolvem-se os procedimentos de projeto executivo, compra de equipamentos e serviços de instalação, objetivando-se a implantação, start-up e comissionamento das implantações necessárias.

Os resultados alcançados são avaliados através de Plano de Medição & Verificação, comprovando a redução do consumo de energia.

Após resultados, inicia-se a remuneração dos investimentos calculada sobre a economia gerada.

 

As etapas de um Projeto de Eficiência Energética Tradicional:

 

Etapas de um projeto de Eficiência Energética (EE) através de Contrato de Performance:

]

  • Implantação das Ações

  • Carta de Intenções (ou Autorização de Serviços)

  • Pré-diagnóstico Energético e Viabilidade Técnico-Econômica

  • Termo de Compromisso

  • Diagnóstico Detalhado: Energético

  •  Viabilização do Financiamento

  • Negociação do Contrato

  • Implantação das Ações

  • Medição & Verificação dos Resultados

FORMAS DE FINANCIAMENTO DO (PEE)

Recentes e vantajosas oportunidades de financiamento dispensam um empreendedor de aplicar seus próprios recursos. Quais as formas de Financiamento para Projetos de EE?

  • PROESCO, que financia projetos que comprovadamente contribuam para a economia de energia.

  • FINEM, de apoio a empreendimentos que financia projetos de implantação expansão e modernização, incluída a aquisição de máquinas e equipamentos novos, de fabricação nacional, credenciados pelo BNDES, bem como a importância de maquinários e capital de giro associado, realizados diretamente ou através das instituições financeiras credenciadas.

  • FINEP - tem como objetivo promover o desenvolvimento econômico e social do Brasil por meio do fomento público à Ciência, Tecnologia e Inovação em empresas, universidades, institutos tecnológicos e outras instituições públicas ou privadas.

  • Bancos Públicos e Privados.

  • Fundos Constitucionais de Financiamento.