Apagão não significa fragilidade no sistema, diz ONS

O diretor geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata, disse hoje (22) que o apagão no Norte e Nordeste do país não significa fragilidade no sistema elétrico brasileiro. O incidente deixou 70 milhões de pessoas sem energia elétrica e se deu após uma falha na Subestação Xingu, no Pará, que distribui parte da energia produzida na Usina de Belo Monte. "Apesar do distúrbio de ontem, temos absoluta convicção das condições de suprimento de energia no país", disse. "Quero deixar clara a nossa convicção de que o distúrbio de ontem não pode e não deve significar qualquer tipo de fragilidade no sistema". Na visão do ONS, o sistema é "robusto" e dispõe de energia suficient

Apagão custou R$ 610 milhões à economia brasileira

Abrace calculou quanto deixou de ser produzido nas regiões afetadas devido ao blecaute de quarta (21), que pôs 70 milhões no escuro O apagão que atingiu o país na última quarta-feira (21) e deixou às escuras 70 milhões de pessoas causou prejuízo de R$ 610 milhões para a economia brasileira, segundo estimativas do presidente da Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), Edvaldo Santana. O cálculo, que se baseou no PIB de 2017 (Produto Interno Bruto, soma das riquezas produzidas em um país), levou em conta quanto a economia deixou de produzir em razão do blecaute. Para chegar à estimativa, Santana usou valores médios: três horas

Fundos pretendem financiar uso de energia solar com R$ 3,2 bi

Às vésperas do prazo de desincompatilização dos ministros e do início da campanha eleitoral, o governo lançará na próxima semana a iniciativa mais abrangente até hoje para difundir a microgeração de energia solar no país. Quase R$ 3,2 bilhões estarão disponíveis para financiar a instalação de placas fotovoltaicas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Os recursos proveem dos fundos constitucionais, têm juros muito abaixo das taxas de mercado e prazos mais longos de pagamento. A ideia é incentivar a geração própria em residências e estabelecimentos comerciais. Uma reunião dos conselhos deliberativos das agências regionais de financiamento – Sudam, Sudene e Sudeco – está agendada para o d

Eólicas reduziriam impacto de apagão no Nordeste, diz especialista

O apagão ocorrido em estados do Norte e Nordeste na quarta-feira (21) foi um incidente pontual, natural em um sistema complexo como o de transmissão de energia da região, segundo especialistas que debateram o tema de energias renováveis em seminário da Folha, na quinta-feira (22), em Fortaleza. A falha foi causada por um disjuntor na subestação de Xingu, no Pará, que integra o sistema de escoamento da energia de Belo Monte. O Nordeste é abastecido pela usina, devido à baixa produção de suas hidrelétricas. O impacto da falha, porém, poderia ter sido menor, pois a região tem potencial para gerar mais energia eólica do que produz, segundo Jurandir Picanço, presidente da Câmara Setorial de Energ

20 dicas para a conta de luz pesar menos no bolso

Como a energia elétrica vai pesar mais no seu bolso e no orçamento familiar, com os reajustes acima de 10% autorizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), este ano, o jeito é economizar. Com os elevados impostos que veem na fatura, economizar na conta de luz não é tarefa fácil mesmo reduzindo o consumo. A energia elétrica é uma das vilãs no custo de vida dos brasileiros. Mas não deixe de analisar sua fatura mensal e planejar como reduzir a média de consumo. Dá trabalho mas compensa. Relacione os aparelhos que mais consomem energia na sua casa. Saiba usá-los de modo eficiente para que pesem menos na sua conta. Para manter o equilíbrio no orçamento doméstico, o ideal é que a con

Mercado Livre: uma alternativa para energia cara

A alta no preço da energia tem feito as empresas se voltarem para o mercado livre e abandonarem as distribuidoras, como Light e Enel, que atendem aos consumidores fluminenses. Depois de alta de mais de 10% em 2017, este mês a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou reajustes para clientes industriais de 13,4%, no caso da Light, e de 19,9%, no da Enel. Com isso, nos últimos anos vem crescendo a migração de consumidores para o mercado livre, onde os contratos são feitos diretamente com os fornecedores de energia, sejam geradoras ou empresas comercializadoras, sem passar pelas distribuidoras. De acordo com dados da Enel, no ano passado eram 260 consumidores livres, contra 177 em

Acordo de cooperação visando o uso sustentável da água e energia é assinado por ONU e Itaipu

Parceria pretende identificar pontos-chave e trabalhar colaborativamente para direcionar ações para abordar esses temas, tais como o compartilhamento de boas práticas, capacitação e promoção de inovações específicas através de cooperação internacional. O Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da Organização das Nações Unidas (Undesa) e a Itaipu Binacional assinaram um acordo de cooperação visando uma parceria para tratar de soluções sustentáveis para o uso da água e da energia. A iniciativa, prevista inicialmente para os próximos quatro anos, faz parte da Agenda 2030. Os diretores-geral de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna (brasileiro) e James Spalding (paraguaio), participaram da so

Chamada Pública do Procel Edifica tem inscrições abertas até 2 de abril

A Eletrobras, por meio do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), divulgou o edital da Chamada Pública Procel Edifica 01/2018. O objetivo do programa é selecionar empresas ou agentes, de todas as regiões do país, em três grupos distintos: empresas de construção civil, operadoras de edificações existentes (facilities) e empresas com edificações horizontalizadas, com grande área de cobertura ou de telhado. Como, por exemplo, shopping centers, grandes varejistas e grandes universidades. As inscrições foram abertas dia 28 de fevereiro e vão até às 17h do dia 2 de abril. Já a divulgação do resultado final da Chamada Pública está previsto para o dia 24 de abril. As ações ofe

Criação de empregos e novos negócios aquecerão o setor fotovoltaico no Brasil em 2018

Nos últimos anos a questão energética tem sido pauta de discussões no mundo todo, motivadas por fatores como o aquecimento global, provocado pela emissão de gases de efeito estufa, derivados, em parte, da energia elétrica produzida por meio do uso de combustíveis fósseis. Preocupados em garantir a preservação dos recursos naturais, cada vez mais impactados pelo crescimento da população e do consumo, governos, iniciativa privada e consumidores investem no desenvolvimento de projetos que privilegiem a utilização de fontes renováveis de energia, atendendo as necessidades atuais, sem, no entanto, comprometer o acesso para as gerações futuras. Entre as tecnologias disponíveis para diversificar a

Governo pretende alterar regras para compra de energia

O governo quer alterar a forma de contratação de energia antes de acelerar o processo de abertura do mercado livre. O objetivo é solucionar parte do problema de financiamento de projetos voltados ao mercado livre, reduzindo assim o risco de desabastecimento futuro com a abertura maior desse ambiente de negociação. Separação - Para isso, a ideia do Ministério de Minas e Energia (MME) é implementar em 2021 a separação da contratação de lastro e de energia das usinas, medida que faz parte da proposta de projeto de lei sobre a reforma do marco legal do setor elétrico, encaminhada pela pasta à Casa Civil e que deve ser apresentada ao Congresso nas próximas semanas. Tipos de consumidor - Hoje, há

Mulheres na indústria: conheça esta tendência

As indústrias, especialmente as linhas de produção, sempre foram um ambiente historicamente dominado por homens, em parte pela força necessária para a execução de alguns trabalhos, mas também pelo preconceito embutido na ideia de que uma mulher não se adaptaria. Era comum acreditar que trabalhos mais pesados não poderiam ser feitos pelas mulheres. Atualmente, esse pensamento tem sido desmistificado e o time feminino está conquistando cada vez mais espaço nas indústrias, mudando de vez a paisagem das fábricas do país. Conheça melhor os fatores que contribuíram para essa tendência que chegou para ficar. O papel crucial da tecnologia Grande parte desse aumento de mulheres nessa área se deve ao

Associação de consumidores entra na Justiça contra cobrança das bandeiras tarifárias das contas de e

A Proteste - associação de consumidores - foi à Justiça contra a cobrança extra nas contas de energia elétrica através das bandeiras tarifárias. De acordo com a associação, as bandeiras tarifárias contrariam o artigo 4º, inciso VI, do Código de Defesa do Consumidor, e também as prerrogativas especiais que envolvem contratos de concessão de serviços públicos. A associação ingressou com uma ação judicial, que tramita na Justiça Federal de Brasília, pedindo que a resolução que instituiu as bandeiras tarifárias seja declarada ilegal e que os consumidores sejam indenizados pelo que foi pago indevidamente.Para a Proteste, há um desequilíbrio econômico financeiro dos contratos de concessão em d

Remuneração do BNDS para projetos de energia solar cai para 0,9%

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social promoveu ajustes nas Políticas Operacionais que norteiam os seus financiamentos, dando sequência a mudanças anunciadas em janeiro deste ano, quando entrou em vigor a Taxa de Longo Prazo, que substituiu a TJLP como taxa básica das operações do Banco. Para o setor elétrico, a principais mudanças são que as taxas para projetos de energia solar, meio ambiente e inovação caíram para 0,9% e que os prazos para financiamento de projetos de energias alternativas podem chega a até 24 anos. As medidas foram anunciadas pelo presidente do Banco, Paulo Rabello de Castro, em entrevista coletiva nesta terça-feira, 6, em São Paulo (SP). As principais mud

Tarifas da Cemig podem sofrer um reajuste de 25,87%

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs nesta terça-feira (6) um reajuste médio de 25,87% nas tarifas da Cemig-D. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento seria de 34,41%, e para a baixa tensão, a alta seria de 22,73%. A proposta diz respeito ao quarto ciclo de revisão tarifária da Cemig, processo que é feito de quatro em quatro anos com o objetivo de manter o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos de concessão. Todos os itens que compõem a tarifa aumentaram. Na proposta, relatada pelo diretor Tiago de Barros Correia, os encargos setoriais, que bancam subsídios do setor elétrico, tiveram peso de 4 pontos porcentuais. O custo de compra da energia teve impac

Em Destaque
Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • LinkedIn Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square

Todos os Direitos Reservados © 2016 MS Projetos e Montagens Industriais LTDA.

  • Facebook - Grey Circle
  • LinkedIn - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle